fbpx

descomplicando a aquarela: guia prático para iniciantes

Luiza Blackbird

Luiza Blackbird

parte um: o material

A pergunta que não quer calar: o material faz diferença mesmo? SIM! eu diria que 50% do resultado de uma boa aquarelada tá no material. mas calma, isso não significa que você precisa gastar muito.

O papel: sinto dizer que nesse ponto, quase sempre o mais caro é o melhor. O papel para um aquarelista é talvez mais sagrado que a tinta. Lembro que quando estava na faculdade abria todos os cofrinhos pra comprar o bendito 100% algodão. E porque ele é tão bom assim? porque o trem aguenta muita agua mesmo! É possível até colocar debaixo da torneira e remover quase toda tinta. Mas temos ótimas opções acessíveis hoje em dia que vão te poupar uns trocados. Um meio caminho, seria os papeis de 25% algodão, que variam em suas texturas e gramaturas.

 

O que eu uso atualmente é este daqui, da Fabriano:

Ele é de textura lisa e satinado, ou seja, não tem aquelas ruguinhas do papel aquarelado usual e deixa o trabalho mais clean. Não se intimidem com as texturas: testem de tudo, porque é de gosto. Vale pontuar que quanto maior a gramatura do papel (150gr, 200gr, 300gr…) mais agua ele vai suportar. Então a conta é assim: papeis mais finos, de manores gramaturas, suportam menos camadas de tinta, enquanto os papeis 300gr aguentam mais camadas. 

Ou seja, gramatura e textura não indicam a qualidade do papel necessariamente, mas sim o que você pode fazer nele ~ então aí vai do resultado do seu trabalho mesmo. 

O pincel: os pinceis de pêlo natural são os mais aclamados por aquarelistas profissionais. Por serem menos rígidos ao papel e absorverem bastante tinta, os pinceis naturais têm os pelos alinhados facilitando e aumentando a qualidade da sua pincelada, indo das mais finas até borrões de tinta. Maaaasssss, confesso que os que eu mais uso atualmente são sintéticos. E ai vai a dica: procure por pinceis que formem esse ”rabinho” na ponta. 

Procure ao menos três tamanhos que te satisfaçam para ter opções de pequeno, médio e grande.  Uma marca muito boa dos sintéticos é a  Keramix. Mas se você tá podendo tudo, uma opcão para os de pelo natural que uso e gosto são os da linha profissional da Winsor & Newton, Raphael Van Gogh.

A tinta: claro que falando de pintura, este ponto certamente é essencial. E no quesito economia, a aquarela está ao nosso favor!Essa belezinha é cara mas dura uma eternidade, viu?! Tenho um estojo há mais de 5 anos e ainda não acabou – não se intimide pelo quadradinho minúsculo de tinta, eu juro que ela dura! E porque? porque a base dessa lindeza é agua, então é só molhar – godê infinito. 

Hoje uso a linha profissional da Winsor & Newton, há dois anos neste estojo que na altura foi 100 euritos.  Como podem ver, a maioria das tintas está acima da metade – dura mesmo

Mas calma, não precisa começar com a linha profissional, nem com tantas cores, e ai vai a dica: compre tubos de aquarela! 

Os tubos são bem maiores e vem no formato pastoso da aquarela, o que indico é adquirir apenas as cores primarias, e ai ja sabe né? Mistura tudo no seu godê e crie cores infinitas, gastando pouco! As marcas que gosto são da Van Gogh e da Winsor, mas existem uma infinidade de aquarelas de qualidade por ai, se joga!

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest
Share on twitter
Fechar Menu
×
×

Carrinho

Carrinho