fbpx

Como cuidar da sua tattoo

Luiza Blackbird

Luiza Blackbird

Se você já fez tattoos com mais um tatuador, pode ter se deparado com recomendações diferentes sobre os cuidados que você precisa ter com a sua tattoo. Usar pomadas cicatrizantes ou não? Existe um jeito certo de cuidar da sua tattoo? É exatamente por existir tantas recomendações diferentes que resolvemos entrevistar a dermatologista Gisele Leachi Mota e Silva, que vai te ajudar a entender tudo o que você precisa saber sobre os cuidados com a sua tattoo

Existe alguma diferença nos cuidados pós tattoo de acordo com o trabalho de cada artista?

Na verdade, os cuidados gerais com a tatuagem devem ser os mesmos para qualquer tipo de trabalho. Podemos simplificar os cuidados básicos em três partes: higienização, hidratação e proteção solar. O que acontece é que cada tatuador pode optar por indicar algum produto específico que ele tenha mais experiência ou goste mais. Por isso existem vários tipos de recomendações, dependendo do tatuador.

Há necessidade de usar pomada cicatrizante logo após fazer uma tatuagem?

Via de regra, não há necessidade de usar pomada cicatrizante na tatuagem. Se a pele for bem cuidada, vai cicatrizar bem apenas com a hidratação. O óleo de coco (ou outros óleos naturais) funciona como hidratante e antioxidante, ajudando no processo geral da cicatrização. 
Se a cicatrização demorar mais do que o esperado, que geralmente é entre 7 e 10 dias, por complicações ou simplesmente por ser uma característica da pessoa, o uso de pomadas cicatrizantes para tatuagem pode ser benéfico. Gosto bastante da Dersani Hidrogel e Cicaplast.

nosso queridinho: óleo de coco

Por que ir à praia ou piscina é prejudicial ao processo de cicatrização de uma tatuagem?

Ir à praia ou piscina envolvem fatores que prejudicam a cicatrização da tatuagem, aumentam o risco de complicações, como infecções, além de danificar o trabalho realizado pelo artista. Manter a pele tatuada imersa em água por longos períodos compromete a cicatrização adequada. É importante cuidar até mesmo com banhos muito quentes ou longos. Na praia ainda tem a areia, que pode irritar ou infeccionar o local. E podemos falar também sobre a exposição solar que, geralmente, é maior nesses ambientes, piorando a cicatrização e podendo até alterar as cores da tattoo. 

Pra simplificar mais ainda e ajudar a entender, seria como se a pessoa tivesse uma escoriação importante – ou seja, “um ralado” na pele, de forte intensidade, até chegar na derme. Além disso, é como se, pelo ralado, partículas de poeira chegassem e ficassem dentro da derme. Geralmente as pessoas com um “raladão” não vão à praia, não tomam banhos longos e nem expõem sua ferida ao sol. Pro corpo, a resposta ao trauma é a mesma, seja ele acidental ou intencional. Pela questão cultural/social, não vemos a tatuagem como uma agressão, mas pensar dessa maneira pode ajudar nos cuidados pós tattoo, e na melhor cicatrização. 

Sobre o plástico filme. Por que usar, e por quanto tempo usar?

O filme plástico tem a função de formar uma barreira física de proteção. Ajuda diminuir o atrito no local e, se bem usado, reduz a chance de infecção. Ele não ajuda no processo geral da cicatrização da tatuagem. É mais pra conforto do cliente (que muitas vezes quer mostrar o desenho ou precisa colocar as roupas por cima da tattoo.

O plástico pode ser usado nas primeiras horas, não sendo necessário além de 48h e nunca por mais de 72 horas, sempre realizando as trocas (ao menos 2x ao dia). Isso porque, mesmo antes de 1 dia, já temos parte importante do processo de cicatrização a todo vapor, como a re-epitelização e produção de colágeno. Sendo assim, geralmente, com 2 ou no máximo 3 dias, o filme plástico perde a função de barreira porque a própria pele já está se recuperando. Se optar por usar, além das trocas frequentes, é preciso tomar cuidado para não suar ou molhar o plástico, o que pode levar a criação de um meio propício para bactérias e fungos que podem levar a uma infecção.

É normal uma tatuagem ficar inchada, dolorida e avermelhada uns dias? Qual o sinal de uma tatuagem inflamada e o que fazer?

Esses sinais (inchaço, dor e vermelhidão) são comuns pela reação inflamatória normal da pele. A partir do terceiro dia, isso tende a ir diminuindo – ou pelo menos, não deve piorar. Se no quarto dia após o procedimento perceber que está com piora da dor, do inchaço, do vermelho, se notar saída de secreção ou qualquer outra alteração, é importante procurar atendimento médico para verificar a possibilidade de infecção ou alguma outra reação (por exemplo:  alergia ao pigmento, retardo na cicatrização ou cicatrização hipertrófica/quelóide).

O mais comum é infecção, que pode ter relação com a realização da tatuagem ou com os cuidados pós procedimento. Por isso, é importante procurar bons profissionais, comprometidos com a questão da higiene e seguir as recomendações de maneira correta, para ter um resultado satisfatório. Se for diagnosticada uma infecção no começo e prontamente tratada com antibióticos adequados, não há prejuízo do resultado final. Sentir coceira, principalmente quando já está no processo final de cicatrização (7-10 dias) é normal. Deve-se evitar coçar e apenas manter hidratação.

Gisele Leachi Mota e Silva tem 35 anos e é formada na Faculdade de Medicina de Curitiba – UFPR;   e  pós graduada em Dermatologia e Medicina Estética pela BWS. Você pode agendar uma consulta com ela através do email: [email protected] 

.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest
Share on twitter
Fechar Menu
×
×

Carrinho

Carrinho